Jaguar Mining e AAMORN apresentam Diagnóstico Comunitário de Rancho Novo

Com apoio da mineradora, Associação de Moradores entrega ao poder executivo municipal propostas de melhorias para o distrito

 

Belo Horizonte, novembro de 2018 – União de esforços, trabalho em conjunto e mobilização em prol de um objetivo comum. Essas foram as premissas que guiaram as ações da Jaguar Mining e da Associação dos Amigos e Moradores de Rancho Novo (AAMORN), nos últimos 16 meses. Juntas, empresa e entidade levantaram, apuraram e concluíram as informações do Diagnóstico Comunitário de Rancho Novo, apresentado às autoridades de Caeté no último dia 25, na Escola Municipal Israel Pinheiro, localizada no distrito caeteense.

“Rancho novo não tinha uma entidade organizada. Por meio do projeto Sementes da Sustentabilidade, as equipes da Jaguar Mining orientaram o processo de formatação da Associação e deram o suporte necessário para definir o papel de cada um nesse engajamento, que resultou no Diagnóstico”, explica Lidiane Gonçalves, analista de Relações Institucionais da Jaguar.

O Diagnóstico Comunitário de Rancho Novo foi dividido em quatro eixos (Saúde/Segurança/Geração de Trabalho e Geração de Renda), que levantaram as necessidades da comunidade em aspectos como infraestrutura; obras; saúde; segurança e meio ambiente; cultura; educação e lazer; geração de renda; turismo e esporte. “O foco foi reunir as principais demandas locais para fomentar um plano de desenvolvimento comunitário”, avalia Lidiane.

Durante a apresentação do Diagnóstico, o prefeito de Caeté Lucas Coelho, reconheceu a legitimidade da AAMORN na busca por melhorias para o distrito. “Trata-se de um trabalho muito bem feito, de grande relevância para a comunidade e para o governo municipal, pois fortalece o vínculo entre as instituições na busca por melhorias para Rancho Novo. As informações do Diagnóstico vêm ao encontro dos planejamentos da nossa gestão para o distrito, uma vez que mantemos presença efetiva junto à comunidade, procurando conhecer suas necessidades”, destacou o prefeito.

Para a presidente da AAMORN, Hilda Angélica Jimenez, o apoio da Jaguar na formatação do documento foi fundamental. “A empresa nos ajudou a organizar e mostrar como poderíamos avançar para desenvolver o Diagnóstico. A comunidade carecia do suporte adequado e se não fosse por essa colaboração, o levantamento das demandas de Rancho Novo e a posterior entrega à Prefeitura teria demorado muito mais”, avalia. De acordo com Hilda, a consolidação do Diagnóstico abriu as portas para o diálogo entre o distrito e o poder público local.

A partir do Diagnóstico de Rancho Novo, a prefeitura de Caeté tem em mãos todas as prioridades levantadas pela comunidade. O prefeito Lucas Coelho sinalizou a seus secretários o intento do poder executivo municipal em dar continuidade às demandas. Estas serão encaminhadas pelos grupos de trabalho de cada eixo do Diagnóstico, compostos por integrantes da AAMORN. “A partir de agora, a Jaguar irá assessorar a Associação para seguir com os projetos apontados no Diagnóstico, ante as ações programadas para cada um dos tópicos”, destaca Lidiane, da Jaguar.

Segundo o prefeito Lucas Coelho, o documento é mais um meio onde a comunidade pôde expor suas necessidades para que poder público e população atuem juntos.

Além do prefeito, estiveram presentes à apresentação do Diagnóstico de Rancho Novo os secretários municipais de Obras; de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente; e da Assistência Social (Júlio César Batista, Thomaz Henrique Pereira de Castro e Úrsula Cristina Ângelo, respectivamente), além de representantes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e do Comando da Polícia Militar.

Em mais esta oportunidade, a Jaguar Mining se dedicou ao fomento do desenvolvimento local, por meio de um trabalho de cidadania e valorização das comunidades inseridas na área de atuação da empresa. Antes da conclusão do Diagnóstico, a mineradora atuou, junto à comunidade, para elevar o povoado de Rancho Novo a distrito de Caeté. Hoje, a localidade com cerca de 1.000 habitantes vive uma nova realidade e pode vislumbrar um futuro com infraestrutura adequada para seus moradores.

*Temos fontes disponíveis para entrevistas.

Sobre a Jaguar Mining

A Jaguar Mining é uma empresa brasileira de mineração, de capital estrangeiro com foco na exploração de ouro na região do Quadrilátero Ferrífero (Minas Gerais) e foco no desenvolvimento sustentável local. Suas unidades incluem o Complexo de Minas de Ouro Turmalina (Conceição do Pará) e o Complexo de Minas de Ouro Caeté – CCA (minas de Pilar e Roça Grande e a planta de processamento de minério de Caeté). A Jaguar também é proprietária do Complexo da Mina de Ouro Paciência, que se encontra em manutenção desde 2012.

Sementes da Sustentabilidade

Desenvolvido pela Jaguar Mining, o programa "Sementes da Sustentabilidade”, foi instituído em julho de 2017, em um formato piloto que abrange doze organizações/projetos, em cinco municípios de sua área de influência (Barão de Cocais, Brumal, Caeté, Rancho Novo e Santa Bárbara). Juntos, estes projetos atuam diretamente com mais de 1.500 pessoas em setores como: cultura, educação, esporte, organização comunitária e geração de trabalho e renda.  O Programa estimula a interação com outras empresas, governos e organizações visando tecer redes de parcerias para as entidades.

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

08 nov 2018


Compartilhe & Favorite
Anuncie